terça-feira, junho 16, 2015

quarto azul
 
da próxima vez manda-me a chave da caixa
onde guardaste as polaroids in
decentes
e os gritos e os gemidos
cuidadosamente embrulhados
em papel de manteiga com um atilho
em cruz
prometo que digo à pandora
para sair
enquanto eu sor
ver
cada imagem in
decente
com os olhos de dentro e de fora
os olhos dos dedos e os olhos dos doidos
enquanto a pandora, lá fora à chuva,
se molha
e eu molho os bis
coitos
no chá
para os amole
ser


?